O que é empreendedorismo? Tudo o que você precisa saber sobre isso!

Mas afinal de contas o que é esse tal de Empreendedorismo que tá todo mundo falando, inclusive é uma das grandes promessas para esse ano? Já pensou sobre isso antes?

Agora vamos falar sobre O Que é Empreendedorismo.

Esse termo nunca foi tão falado mas eu te garanto que talvez, aí dentro de ti, já tem um grande empreendedor, uma grande empreendedora, talvez você só não tinha se dado conta disso antes.

Se você preferir, confira esse conteúdo em vídeo clicando abaixo:

Inscreva-se em nosso canal no YouTube!

Minha primeira experiência com empreendedorismo foi por volta dos 14 anos, mais ou menos… E foi na escola, num projeto para construir uma miniempresa dentro do colégio.

Era notável que quem participava daquele grupo da miniempresa tinha um grande diferencial, mesmo sem participar desse programa! Era possível olhar de fora isso!

E o que que dava para perceber?

Quem estava envolvido ali com a miniempresa naturalmente já ia começando a desenvolver uma série de habilidades como:

  • planejar
  • organizar
  • colocar em prática alguma ideia
  • realizar um projeto
  • ter uma visão do todo (e não já sair fazendo, mas ver aqueles “pequenos detalhes” que às vezes a gente não percebe)

Empreender te faz desenvolver muitas habilidades e se diferenciar!

Então foi por isso que eu ingressei!

Nossa miniempresa era de móbiles, aqueles adereços de colocar na parede, e o nome da miniempresa era “Pendurilhos” porque tinha a ver com algo ficar pendurado.

Eu era costureira e Presidente, além de estar junto com a equipe de gestão da miniempresa, que, além dos alunos, também contava com 3 voluntários da junta comercial da cidade

Eram empresários do comércio que faziam o nosso acompanhamento. Também recebíamos uma apostila e aulas básicas sobre gestão, produção, financeiro, marketing e vendas, recursos humanos, logística, direito empresarial e muito mais!

O projeto era da Junior Achievement, que, por sinal, eu super recomendo para quem puder participar! Saiba mais sobre eles clicando aqui.

Maaaas….

Por que eu estou te contando isso?

Sem perceber, várias pessoas já tinham despertado esse seu espírito empreendedor ainda super jovem!

O que é Empreendedorismo?

Eu vejo que empreendedorismo tem mais a ver com um espírito, uma atitude, um fazer algo diferente que ninguém fez antes.

Ou ainda: fazer a mesma coisa que as outras pessoas fazem mas um jeito melhor, otimizado, mais inteligente, mais sustentável ou até mesmo de um jeito inovador.

Fazer de um jeito que não tinha sido pensado antes, quebrar algum paradigma, algo que já estava  posto e fazer algo diferente.

Assim, você pode resolver algum problema de alguém, uma necessidade, uma dor, algo ali que precisa ser melhorado ou ajudar uma pessoa a chegar em algo que ela deseja, seja porque ela quer ter, ou ser, ou fazer, tem algum sonho, uma aspiração.

Só que aí tem uma grande sacada: isso pode ser feito de diversas formas!

Muitas pessoas associam empreendedorismo só a quem abre o próprio negócio, mas não necessariamente é assim…

Existem muitos caminhos para empreender!

 

Veja alguns tipos:

É possível ser empreendedor trabalhando?

Tem várias pessoas e inclusive empresas que estimulam isso, a ter esse espírito, essa atitude empreendedora de fazer algo diferente mesmo trabalhando, dentro da sua empresa, até mesmo funcionário público.

Tem algumas organizações que estimulam esse espírito de fazer algo diferente, de tentar algo novo que não tinha sido feito antes.

Para quê?

Para atender uma necessidade ou para entregar uma solução, ajudar as pessoas em algo que elas queiram.

E, nesse ponto, eu acho que é muito interessante deslocar um pouco dessa visão de empreendedor como só quem abre o próprio negócio.

Aproveitando para falar sobre negócio… sabe o que significa negócio?

A origem da palavra ela nada mais é do que “negar o ócio”!

Essa era uma expressão muito utilizada para definir quem estava fazendo algo, quando não estava no seu ócio, no seu tempo livre, naquele tempo que a gente faz o que quiser porque não está trabalhando.

Ócio é o seu tempo livre para fazer o que quiser!

Então “negócio”, na verdade, começou com essa expressão daqueles, no caso, comerciantes, aquelas pequenas comunidades que faziam trocas, faziam negociações.

Elas estavam negando ócio porque não estavam no seu tempo livre, pois, antigamente, era o que se falava muito ao se dedicar às artes, à literatura, ao estudo, às ciências.

Por isso que negócio acabou sendo esse “negar o ócio”, negar esse tempo livre para se dedicar a outras coisas.

Naturalmente, empreendedorismo ficou muito relacionado a ter o próprio negócio, porque tem a ver com atitude de fazer algo diferente e a gente sabe como isso é difícil.

Às vezes podemos ter uma ideia maravilhosa lá no nosso emprego, na empresa onde estamos vinculados, mas ninguém nos dá ouvidos ou tem muita hierarquia para que esse projeto possa ser aprovado!

Além disso, a gente sabe que o mercado é bastante competitivo, então não é só “ter ideia” e já colocá-la em prática.

Fato é que empreendedorismo vai muito além de ter o próprio negócio!

Tem vários outros modelos se a gente for pensar…

Empreendedorismo Social

Empreendedorismo Social: faça um negócio com propósito!

Tem uma vertente que é muito bacana que é o empreendedorismo social: são aquelas pessoas, organizações, comunidades que desenvolvem projetos pensado exatamente para as outras pessoas, não necessariamente com foco no lucro e faturamento, mas sim para resolver uma necessidade ou entregar uma solução para aquela comunidade específica.

Dentro desse tema também podemos incluir a própria economia solidária, que é uma linha de negócio voltada para olhar uma comunidade e pensar como promover algo para ajudá-la, seja por gerar renda, envolver as pessoas da comunidade num projeto em comum assim por diante.

Na época da faculdade eu tive uma experiência muito bacana com uma comunidade de economia solidária em que faziam uma série de produtos ecológicos reaproveitando os materiais que a própria comunidade recolhia.

Um dos produtos deles eram um Ecofio, com o saquinho do pão fatiado: eles recolhiam esses saquinhos para fazer o Ecofio, com esse fio faziam bijuterias, depois essas bijuterias eram vendidas em feiras de economia solidária na cidade. Ao final, a renda voltava para a comunidade e para todos os artesãos que tinham se envolvido.

Muitas comunidades tem o artesanato como sua principal fonte de renda.

Isso é também empreender, isso é também fazer um negócio!

É um negócio voltado para ter um trabalho mais digno, mais equilibrado entre todos que se envolvem!

Um ponto interessante nesse conceito é falar sobre esse impacto que você traz na vida das pessoas, se pensar em algo mais macro, digamos… uma comunidade, ajudar um grupo de pessoas, fazer algo diferente do que era feito antes para ter um impacto melhor.

O grande lance é pensar em algum modelo de negócio, algo que atinja o teu objetivo mas que deixe algo de bom que deixe um legado que realmente ajude as pessoas.

Isso sim é uma responsabilidade de empreendedor, empreendedora!

Isso nos leva a refletir bastante.

Como é que isso aqui poderia ser feito diferente? Como é que isso poderia ser mais ecológico, sustentável, ou que valorizasse mais as pessoas, gerasse renda de uma forma mais justa, mais equilibrada, ou tivesse impacto melhor na comunidade, nas pessoas ou que ajudasse realmente a gerar mais lucro, ter um faturamento melhor, otimizar os recursos …

Esse é olhar de empreendedor!

Experimente ver as coisas de um novo jeito!

Então eu te convido a pensar o que você poderia fazer diferente para que também pudessem empreender.

Não necessariamente você já tem que sair e abrir um negócio, tirar um CNPJ e abrir uma empresa, mas, antes, é começar a desenvolver esse espírito empreendedor que eu tenho certeza que está aí dentro, deixar ele aflorar para ver o que pode acontecer.

Afinal, a vida vai passando e nada melhor do que nós fazermos algum projeto que deixe um legado, que deixe marcas, algo que algum dia se olhe para trás e se veja que deixamos algo de positivo para as pessoas.

A melhor forma de colocar na prática esse lado empreendedor é de fato abrindo um negócio. E te digo o porquê!

Porque somente no seu negócio você conseguirá colocar seu objetivo, aquela sua ideia e projeto que você poderá desenvolver todos os processos que precisam para que isso aconteça, todas as tarefas, mobilizar as pessoas, organizar seu tempo para isso.

Afinal de contas, o tempo é o ativo, o bem, é aquilo que temos de mais precioso!

Até dinheiro a gente ganha e perde, sendo bem honesta, agora, o tempo não tem como recuperar.

 

Faça seus planos e comece!

 

Aproveite, clique aqui e conheça meu curso para abrir e/ou Decolar Seu Negócio em apenas 1 semana! 

Para fechar, então, quero saber a tua opinião! Deixa aqui nos comentários. O que é empreendedorismo para você? O que desses conceitos mais te chamou a atenção?

Espero que tenha gostado do post e até a próxima!

Deixe seu comentário!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *